boo-box

domingo, 24 de julho de 2011

Xangai 2011

Atual detentor do título mundial nos 50 m e 100 m livre, Cesar Cielo já tem que conviver com o fato de ser o "alvo" em uma nova prova: os 50 m borboleta.
Neste domingo,24/7/11,  o brasileiro avançou à final do evento no Mundial de Xangai com o melhor tempo (23s19); além disso, é dono da melhor marca do ano, conseguida em junho, em Paris (22s98).
 Mesmo assim, não se considera favorito na prova em que não é "especialista".
"Não (sou favorito), nos 50 não tem como prever", disse o velocista após a classificação à decisão.
 "Amanhã (segunda-feira) 25/7/11,  é prova de qualquer um, está todo mundo tão perto, 20 centésimos do primeiro ao oitavo.
E tem atletas que gostam de nadar nas posições em que caíram, como o Fred (Bousquet) na raia 8. Quem acertar a prova vai levar, e espero que eu acerte".
Cielo afirmou também que tem como objetivo bater o tempo alcançado em junho para ficar com a medalha de ouro dos 50 m borboleta, mas não possui uma marca específica em mente. Para o nadador, só depois do término da prova será o momento de se preocupar com os números.
A final dos 50 m borboleta é a chance do segundo ouro para o Brasil no Mundial
A estreia de Michael Phelps no Mundial de Xangai não resultou em ouro.


Com o astro abrindo o revezamento 4x100 m livre, os Estados Unidos ficaram com a medalha de bronze neste domingo, primeiro dia de competições de natação na China.
O ouro foi da surpreendente Austrália, seguida de perto pela França - Alain Bernard, fora da piscina, chegou a comemorar a vitória, para só depois perceber que os australianos haviam chegado na frente.
O resultado foi encarado como decepção por americanos e franceses, vistos como os favoritos para ficar com o primeiro lugar.
 Durante a cerimônia de premiação, foi nítido o desconforto das equipes, enquanto os australianos recebiam sorridentes as medalhas de ouro após o tempo de 3min11s00.
Phelps abriu o revezamento para os Estados Unidos, mas não entregou na primeira posição - ele foi batido pelo australiano James Magnussen, que fez 47s49 contra 48s08 da estrela americana.
Alain Bernard virou logo atrás, com 48s75.
Mesmo com tempos baixos de Jason Lezak e Nathan Adrian nos 200 m finais, os americanos - que não contaram com Ryan Lochte - não conseguiram tirar a diferença e ainda foram superados pelos franceses no final. Fabien Gilot, que vive grande fase nos 100 m livre, fez a melhor parcial da prova, com 47s22. Porém, não foi o bastante para alcançar a Austrália, que fechou muito bem com Eamon Sullivan (47s72).
O campeão olimpíco o sul coreano Park Tae-hwan,   venceu os 400m livres com 3: 42.04 , em segundo bateu o chinês Sun Yang  com 3:43.24, em terceiro o campeão do mundial de 2009 o alemão Paul Biedermann com bronze.
 
    No Feminino não faltaram emoções, a começar pelo primeiro  ouro que veio com as braçadas de Ana Marcela Cunha, campeã dos 25 km na maratona aquática.

    4 comentários:

    Nilcelina disse...

    perfeiito o cesão ele tava super forte nessa prova graças a DEUS deu tudo certo eu ameii o blog sou apaixonada por natação e ai tem fotos maneiras
    beijinhos ameiiiiiiiiiiiiii"!

    Anônimo disse...

    gostei do blog... olha. existe algum nadador que tenha começado a competir mais tardiamente? tenho 17 anos e queria começar, nado bem mas nunca tive aulas. queria começar, só estão me a dizer que deveria ter começado em criança. dizem que agora não vou lá. :S

    se quizeres dar uma ajuda... adiciona:
    andreia_1994_prata@hotmail.com

    Anônimo disse...

    Parabéns a Cesar Cielo e thiago, que foram pra vencer, que estavam preparados e treinados, isso é que traz segurança numa olímpiada, tem que ir pra vencer, mas também tem que estar muito bem preparado, porque numa olímpiada só vai encontrar pessoas fortes, que treinaram, e muito.

    Mariana disse...

    Eu amo a natação e gostei muito das ultimas olimpíadas.
    Meu marido é guarda-vidas e usa oculos mormaii para trabalhar.