boo-box

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Polícia Federal prende presidente da Confederação de Natação em operação contra desvio de verbas



A Polícia Federal realiza, na manhã de 06/04/17 , quinta-feira, a operação Águas Claras, que apura esquema de desvio de recursos públicos na Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA). 
Cinco pessoas foram presas, entre elas o presidente afastado da CBDA, Coaracy Nunes, e quatro foram conduzidas coercitivamente a unidades da PF em São Paulo e no Rio. Braço direito de Coaracy, Ricardo de Moura negou que esteja foragido
Coaracy estava à frente da CBDA desde 1988.
Outros 16 mandados de busca e apreensão também foram cumpridos. 
As medidas foram expedidas pela 3ª Vara Criminal Federal de São Paulo.
 As investigações apuram o destino de cerca de R$ 40 milhões repassados à CBDA.
O trabalho é fruto de parceria entre a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, com a participação da Controladoria-Geral da União e iniciou-se após denúncias de atletas, ex-atletas e empresários do ramo esportivo brasileiro.
No Rio, um dos locais visitados pela PF foi a agência de turismo Roxy, no centro. 
Ninguém foi encontrado no local, e os agentes entraram na agência com o auxílio de um chaveiro da região.




Sede da CBDA teve operação da Polícia Federal Foto: Pedro Teixeira / O GlobHá indícios de um esquema de desvios de recursos públicos captados por meio de convênios e leis de fomento ao esporte, sem a devida aplicação - conforme previsto em lei e nos contratos assinados. Segundo o inquérito policial, ao invés dos valores recebidos serem aplicados corretamente, os recursos eram mal geridos ou desviados para proveito pessoal dos investigados.

Em 23 de março 2017, o Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), determinou o afastamento da atual diretoria da CBDA
Na decisão, foi destacado que o mandato de presidência de Coaracy Nunes expirou no dia 9 de março. 
Apesar disso, não houve escolha de um sucessor.


Antes da operação deflagrada pela PF dia 06/04/17 quinta-feira, a CBDA comemorou a vitória na justiça na noite de quarta-feira. 
A entidade ganhou, por unanimidade, o recurso no Tribunal Regional Federal da 3ª Região, que confirmou a decisão anterior do Desembargador Nery da Costa Junior, contra denúncia de fraude no órgão.
Em setembro do ano passado, o Ministério Público Federal, de São Paulo (MPF-SP), protocolou uma ação de improbidade administrativa contra a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), três de seus diretores e dois coordenadores de modalidades esportivas.
Segundo a procuradoria, teria havido fraude na compra de equipamentos para treinamento de atletas para os Jogos Rio-2016. 
A verba teria sido repassada a uma empresa “fantasma” em cujo endereço funcionaria uma pet shop. Na defesa, o advogado Marcelo Franklin alegou que a justiça de São Paulo não poderia julgar aquela ação e que todos os equipamentos comprados foram utilizados nos treinamentos dos atletas. 
Além disso, a mudança de endereço da fornecedora, sem o registro na Junta Comercial, não configuraria ilegalidade. 

Presenciamos nos últimos anos, denúncias e investigações em muitas entidades esportivas, modalidades tradicionais como judô, futebol, atletismo...

A operação Água Clara, não é apenas uma onda que flui atrás de  investigações com maior divulgação como a "Lava Jato" , é consequência de anos de denúncias e situações geradas por  uma política  esportiva obscura. 

Vamos Observar se a Água Clara será  Tsunami ou apenas uma Marola...

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Daniel Dias ? É o Cara!!


Responda Rápido: 
Quem é o maior medalhista  brasileiro da Atualidade?

Cielo? Fratus? Pereira? Borges?


 Michael Phelps  em sua carreira Olímpica conquistou  28  medalhas .


A versão Brasileira de sucesso Olímpico responde pelo nome de...


DANIEL DIAS



Retentor da impressionante marca de 24 medalhas.

O Nadador paralímpico brasileiro e maior medalhista do país com 15 conquistas, sendo 10 de ouro, 4 de prata e 1 de bronze, conquistadas nas Paralimpíadas de Pequim (2008) e Londres (2012),
 Daniel também é dono de 14 títulos e 6 recordes mundiais.




Quem é Daniel Dias

Leia trechos do relato de seus pais...


"Era um sábado como tantos outros, se não fosse por um pequeno sangramento, onde começa uma história de um menino que nasceu com 37 semanas de gravidez, pesando 1,970 kg e com 41 centímetros.

Daniel nasceu no dia 24 de maio de 1988 as 3h30 da madrugada na cidade de Campinas.
Quando Daniel nasceu chorei muito sem saber o porquê. Mais tarde fomos comunicados que nosso filho era um garoto que não tinha os pés e nem as mãos.
Choramos muito e pedimos forças a Deus. Quando pudemos nos levantar e ir ao seu encontro, aqueles corredores da Santa Casa pareciam não ter fim. Ao nos encontrarmos frente ao Daniel e passar a mão em sua pele ele sorriu. Jamais esqueceremos aquele momento emocionante, Daniel ficou uma semana na incubadora.  
Voltamos para nossa cidade de Camanducaia. O tempo foi passando. Comentários surgiram, mas fomos vivendo nossa vida.
Em janeiro de 1991, na AACD – em São Paulo, recebemos a notícia de que ele teria que passar por uma cirurgia para poder usar prótese. Em março do mesmo ano Daniel foi operado em Campinas no Hospital Vera Cruz. E Foi um dos momentos mais difíceis pelos quais nós passamos, nem gostamos de lembrar, pela dor e trauma que isso causou em meu pequenino filho.
Daniel se recuperou e com 3 anos começou a usar uma prótese. Nos primeiros meses foi muito difícil, ele tinha que ir constantemente à AACD em São Paulo para poder se acostumar a usar a prótese, e é como se tivesse de aprender a andar. Foi difícil, mas ele venceu e começou a andar, foram momentos de lágrimas e vitórias.

Daniel é um jovem especial, não por ser deficiente, mas por ser como é.
Daniel, você é nosso orgulho, com você aprendemos cada dia mais.
Deus nos deu a oportunidade de criar e te formar, e hoje agradecemos a ele pela oportunidade que nos dá de vivermos e estarmos ao seu lado, e acima de tudo saber que você é de Deus e que você tem caráter e luta por seus sonhos.

Daniel não tem complexo, vê a vida sempre bela, ama viver e diz que tudo é capaz, basta acreditar nos seus sonhos.
Hoje aprendemos com você que a vida é para ser vivida um dia de cada vez, sem nos preocuparmos com o amanhã, e a noite é para repousar. O amanhã será um novo dia, um novo despertar, uma nova etapa.

Nós te amamos muito, muito, mas muito mesmo.
Parabéns e que Deus continue te abençoando cada vez mais.
Em nossa vida, temos muito que agradecer primeiramente a Deus, pois colocou você em nossas vidas, e também a várias pessoas que foram colocadas em nosso caminho que nos ajudaram e nos deram forças – nossos pais, irmãos, amigos e irmãos da Igreja.

Daniel! Você é uma obra única e especial. Sua vida é preciosa para o Senhor, que o criou.

Março/2008"

Seus pais.


Não é sua excepcionalidade física que  o torna um ótimo nadador, ou sua determinação vencendo barreiras. 

Como os grandes nomes da natação, Phelps, Spitz, Popov e muitas outras estrelas do universo aquático, Daniel brilha e explode ao cair na água.
Feche os olhos, esqueça por um minuto as diferenças físicas de um nadador paraolímpico para um nadador convencional.

Quadro de MedalhasMedalha de ouroMedalha de prataMedalha de bronze
Parapan de Toronto - 2015
Toronto - Canadá
8--
Mundial de Natação - 2015
Glasgow - Escócia
71-
Mundial de Natação - 2013
Montreal - Canadá
62-
Paralimpiadas de Londres - 2012
Londres - Inglaterra
6--
Parapan Guadalajara - 2011
Guadalajara - México
11--
Mundial de Natação - 2010
Eindhoven - Holanda
81-
Paralimpiadas de Pequim - 2008
Pequim - China
441
Parapan Rio - 2007
Rio de Janeiro - Brasil
8--
Mundial de Natação - 2006
Durban - África do Sul
Responda: quem nada mais? 

Phelps ou Daniel Dias?

Phelps é forte!                                                                        Daniel também...







A Velocidade é gerada pelo apoio e Alavancas  
Resulta em Deslocamento...

Braçadas Alongadas, Apoio Palmar com grande área,
 propulsão de Pernas Ritmada e Contínua.
Deslocamento Conquistado pelas leis da Física

Deslocamento conquistado por    Esforço, quase Mágica


 Um atleta Completo Tem Família para Dividir seus Grandes Momentos!




Até Parece que Daniel Dias e Phelps são idênticos...
Ah... Não é bem assim

 Daniel tem Algo  a mais... O  troféu Laureus!
Em 15 de junho de 2009, uma segunda-feira, Daniel Dias recebeu o troféu Laureus, espécie de "Oscar do Esporte", como melhor atleta paraolímpico de 2008. 
Sua indicação teve como motivo as suas nove medalhas conquistadas durante os Jogos Paraolímpicos de Pequim.
 Em 2008, Daniel Dias já havia sido indicado para o mesmo prêmio. 
Até então, apenas três outros brasileiros haviam recebido este prêmio: Pelé (Futebol, 2000) Ronaldo Fenômeno (Futebol, 2003) e Bob Burnquist (Skateboarding, 2002).

Por Esses Motivos que  Daniel Dias é o Cara!!

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Todos os 28 tons de Michael Phelps em Olimpíadas

    • Como não falar de Phelps? Por trás da lenda, há o homem, e neste ciclo olímpico vimos o quanto ele é humano.
      Não conseguir lidar de novo; falhas, erros, reabilitação, voltar de novo e vencer. Nesse último quesito é uma fenix  renascida das cinzas.
      A Trajetória de Phelps não foi sorte ou acaso.
      Observe que sua busca pelo pódio apresenta um ciclo . 
      A primeira Medalha a gente não esquece...
    • Atenas 2004 – 400 medley  – OURO


    • Os Primeiros Passos...
      Medalha 2: em 15/8/2004, Phelps e a equipe americana ficaram com o bronze em Atenas no 4x100m livre; a equipe sul-africana foi ouro




    • Supremacia Australiana Ameaçada...
      Medalha 3: o segundo bronze de Phelps em Atenas veio na "prova do século"; os 200m livre foram vencidos por Ian Thorpe (AUS), com Pieter van den Hoogenband (HOL) em segundo




    • Fly
      Medalha 4: nos 200m borboleta, Phelps cravou o recorde olímpico com 1min54s04 e ganhou o segundo ouro nos Jogos de Atenas






  • Ele Chegou...
    Medalha 4: nos 200m borboleta, Phelps cravou o recorde olímpico com 1min54s04 e ganhou o segundo ouro nos Jogos de Atenas





  • Dominou...
    Medalha 5: uma hora depois de ganhar os 200m borboleta, Phelps voltou à piscina para ajudar o revezamento dos EUA a ganhar ouro nos 4x200m livre





  • No Templo dos Deuses...
    Medalha 6: o quarto ouro de Phelps em Atenas, no dia 19/8/2004, veio com o tempo de 1min57s14 e recorde olímpico nos 200m medley





  • Divino...
    Medalha 7: no dia 20/8/2004, Phelps nadou os 100m borboleta em 51s25, quebrou recorde olímpico da prova e levou o quinto ouro na Grécia





  • Garimpando...
    Medalha 8: o sexto ouro de Phelps em Atenas veio no revezamento 4x100m medley; ele participou das eliminatórias, não da final, que viu da arquibancada





  • Do outro lado da Terra...
    Medalha 9: Phelps abriu os jogos de Pequim-2008, no lindo Cubo D'Água, levando ouro e baixando o recorde mundial dos 400m medley em quase 2 segundos: 4min03s84





  • Um Nadador de Outro Mundo...
    Medalha 10: no revezamento 4x100m livre, segundo ouro e segundo recorde mundial (3min08s24) para Phelps na Olimpíada de Pequim





  • Passeio...
    Medalha 11: na manhã de 12/8/2008, Phelps fez 1min42s96 nos 200m livre, bateu de novo o recorde o mundial e ganhou outra medalha de ouro





  • O Topo
    Medalha 12: com a vitória nos 200m borboleta e nova marca mundial (1min52s03), Phelps tornou-se o primeiro atleta da história a ganhar dez medalhas de ouro olímpicas





  • Brilhando no Cubo...
    Medalha 13: uma hora após bater recorde histórico de medalhas, Phelps ganha outro ouro para os EUA no 4x200m livre: 6min58s56 e marca mundial no Cubo D'Água





  • Tecnologia  ou Treino?
    Medalha 14: o bi nos 200m medley, com o tempo de 1min54s23, representou o sexto ouro e o sexto recorde mundial para o americano na Olimpíada de Pequim





  • Nas pontas dos Dedos..
    Medalha 15: o mais apertado dos ouros em quatro Olimpíadas veio nos 100m borboleta; Phelps (à direita) bateu o sérvio Milorad Cavic por um centésimo, na última braçada





  • Entre os Deuses das Águas...
    Medalha 16: no dia 17/8/2008, em Pequim, Phelps escreveu o nome na história de novo; no 4x100m medley, ganhou o oitavo ouro na mesma Olimpíada, quebrando o recorde de 36 anos de Mark Spitz





  • Prata?? Que pena!! 
    Medalha 17: Londres-2012 não começou bem para Phelps, com o quarto lugar nos 400m medley e a prata, perdendo para a França, nos 4x100m livre
    Triste por perder o Ouro , onde está a felicidade de  conquistar a prata ?





  • A história se repete...
    Medalha 18: nos 200m borboleta, Phelps ficou com outra prata após perder disputa apertada com o sul-africano Chad le Clos





  • De volta ao Topo
    Medalha 19: Phelps voltou à piscina na noite de 31/7/2012, deu o ouro nos 4x200m livre aos EUA e virou o primeiro atleta com 19 medalhas olímpicas, passando a ginasta ucraniana Larisa Latynina





  • 3X 
    Medalha 20: Phelps larga para vencer os 200m medley em Londres, com 1min54s27, tornando-se o primeiro homem tricampeão de uma prova de natação olímpica





  • Voando...
    Medalha 21: o americano repetiu o feito ganhando pela terceira vez seguida os 100m borboleta, chegando à quinta medalha em Londres-2012





  • 1ª Aposentaria
    Medalha 22: Phelps fechou os Jogos de Londres-2012 com o ouro no 4x100m medley, seu 18º no total; a anunciada aposentadoria durou somente dois anos





  • Ele Voltou...
    Medalha 23: Phelps saiu da aposentadoria e veio ao Rio para continuar sua lenda; começou com ótima atuação e ouro no revezamento 4x100m livre





  • Filho de Peixe...
    Medalha 24: Um Phelps mais 'humano' e relaxado beija o filho Boomer, de três meses, com o ouro dos 200m borboleta no peito; é o primeiro nadador a recuperar o título olímpico de uma prova





  • Pós Depressão
    Medalha 25: EUA vencem o revezamento 4x200m livre no Estádio Aquático Olímpico do Rio, e Phelps comemora sua 21ª medalha de ouro





  • 4x
    Medalha 26: Phelps ganha os 200m medley no Rio e torna-se o primeiro tetracampeão olímpico de uma prova de natação; com 15 medalhas em provas individuais, supera a ginasta Larisa Latynina e bate outro recorde





  • Empate...Fãs..
    Medalha 27: nos 100m borboleta, Phelps ficou com a prata em um tríplice empate com o húngaro Cseh (esq) e o sul-africano Le Clos (de amarelo); o tetra do americano na prova foi evitado pelo jovem Joseph Schooling, de Cingapura (dir)







  • Trabalho em Equipe...
    Medalha 28: no dia 13/8/2016, a 28ª e última medalha olímpica de Phelps veio no revezamento 4x100 medley, com recorde olímpico; o norte-americano recebeu em segundo lugar, mas colocou o time na frente brilhando no nado borboleta.



  • Adeus Phelps! Ou Não???
    Michael Phelps, o maior atleta olímpico da história, fechou sua participação na Rio-2016 com mais 5 medalhas de ouro e 1 de prata; no total, ele somou 23 ouros, 3 pratas e 2 bronzes. O mito anunciou a aposentadoria das piscinas e chorou.
    Renascer e reinventar  é com o Especialista: Phelps.