boo-box

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

A definição da equipe brasileira de natação para a Olimpíada de 2016

1º seletiva olímpica começa a definir a natação brasileira para a Rio 2016

Exibir foto
.
Quem não conseguir agora só terá mais uma chance, no Troféu Maria Lenk em abril.
Somente estas competições são levadas em conta pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos. 
Se um nadador fizer o índice em qualquer outra prova internacional, o resultado não é considerado. Como há um limite de 2 atletas por país, por prova na Olimpíada, não significa que quem estabelecer agora já estará garantido na Olimpíada. 
Por exemplo: em provas como os 50 e 100 livres para homens, vários atletas como
 Cesar Cielo
Mateus Santana
Marcelo Chierighini
 Bruno Fratus
Devem superar os índices; somente após o Maria Lenk, os 2 melhores tempos classificarão para a Olimpíada.
Ao contrário do atletismo que costuma inchar a delegação brasileira, a natação exige índices bem fortes para cada uma das 26 provas individuais. 
Os índices A correspondem ao ao 16º lugar na Olimpíada de Londres 2012
Cesar Cielo-  após ter problemas de contusão no ombro que o impediram de buscar um pódio no mundial deste ano, o campeão olímpico deve disputar as provas de 50 e 100 livres em Santa Catarina. Thiago Pereira está inscrito apenas nos 200 medley, prova que lhe deu a prata no mundial deste ano.
Todos os principais atletas da natação brasileira participarão do Brasileiro e do Open: Bruno Fratus e Etiene Medeiros nos 50 livres
Mateus Santana e Marcelo Chierighini nos 100 livres
 Brandonn Almeida nos 400 medley
 Leonardo de Deus nos 200 borboleta,
 Henrique Rodrigues nos 200 medley
   Felipe Lima nos 100 peito.

E aí gostou? Com esses índices...
Só nos resta Rezar ...