boo-box

quarta-feira, 5 de março de 2008

NATAÇÃO X DPOC



DPOC -
Difunção pulmonar obstrutiva
crônica.


A DPOC é caracterizada por uma limitação do fluxo aéreo que não é totalmente reversível.


A limitação do fluxo aéreo usualmente é progressiva e associada a uma resposta inflamatória do pulmão partículas ou gases nocivos.


O objetivo da natação para pacientes com alguma disfunção respiratória é desenvolver o controle respiratório, maximizar o sistema cardiovascular-respiratório e a expansão pulmonar
(NIETO et al, 1979), contribuindo assim para a melhoria dos parâmetros fisiológicos dos indivíduos.


A natação atua maximizando a fase expiratória do paciente, sendo certo também que o ambiente úmido da piscina propicia uma melhor condição de exercício para portadores de DPOC, segundo MOISÉS, MP (1989), pois permite a inalação de ar umidificado o que é benéfico para a patologia.fonte da imagem: www.asthmainformationguide.com


A Organização Mundial de Saúde ( OMS ) estima que em 2020 a DPOC será a quinta condição em termos de impacto na saúde, sendo certo que de 1980 a 1999, estima-se que a DPOC tenha alcançado um aumento de 300% de mortalidade de pacientes do Sistema Único de Saúde ( SUS), segundo dados do próprio sistema.

Tendo em vista esses dados alarmantes, vislumbra-se com esse estudo a possibilidade de estabelecer parâmetros de treinamento para pacientes com DPOC, abrindo um novo campo de atuação para o profissional de Educação Física, que pode vir a atuar junto a uma equipe multidisciplinar, auxiliando na reabilitação pulmonar do paciente.


Visando a implementação de um programa físico de reabilitação pulmonar, temos a natação como reconhecidamente, o exercício mais indicado para os portadores de doenças respiratórias,
segundo PITUCH e BRUGGMAN, (1982), sendo o mais recomendado pelos médicos desde os tempos mais remotos.










ALERTA À PRÁTICA DE ESPORTES POR ASMÁTICOS

Deve-se proceder uma avaliação antes de iniciar o trabalhos, quando se verifica o tempo que o mesmo leva para nadar a distância de 200m em nado crawl, com implemento do pé-de pato.

Dados colhidos pela Sociedade Brasileira de Asmáticos no Campeonato Gustavo Borges de Natação de 2006 mostram que 39% das crianças participantes iniciaram a prática desse esporte porque os pais acreditavam ser a natação uma eficiente medida terapêutica para o controle da asma.


Ela realmente pode ser importante para manter um bom condicionamento físico, porém, não para o tratamento da asma.

É prudente destacar que existem fatores, como o cloro nas piscinas, que estimulam as crises asmáticas e de outras alergias como a rinite.

E que todos esses pontos devem ser considerados por um médico especialista antes de receitar essa ou outra prática esportiva:

No caso dessas piscinas, em particular, uma boa alternativa seria a substituição da substância por sal ou ozônio.
Tal medida já é empregada em vários ginásios e academias de esportes, considera o dr. José Eduardo Cançado, diretor de finanças da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia, SPPT.

Pacientes e seus familiares precisam levar em conta que, assim a exemplo de outras enfermidades pulmonares como a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), a asma não tem cura, apenas tratamento preventivo e Portanto, nunca é demais frisar, não se deve jamais receitar por conta própria um esporte sob pena até de piorar o quadro.

Não se trata de proibir, a questão é estar preparado à prática esportiva.
O paciente deve realizar acompanhamento constante com um especialista para que sua capacidade pulmonar esteja de acordo com a atividade a ser realizada
.

Caso contrário, a doença pode ser potencializada pelo exercício. Ou seja, deve-se tratar a asma para praticar esportes sem limitações e não praticar esportes para tratar a asma, explica o dr. José Eduardo Cançado.

É fato que um bom condicionamento físico possibilita melhor funcionamento dos pulmões. Bem medicado e tratado, o indivíduo com enfermidade pulmonar terá maior capacidade de realizar os exercícios físicos.
Contudo, o especialista faz questão de deixar uma advertência aos atletas eventuais, profissionais do esporte e aos participantes dos Jogos Olímpicos de 2007 que, por ventura, sofrem com o problema:

Um bom condicionamento físico garante melhor tolerância aos sintomas da asma e aos agentes causadores .


Entretanto, existem procedimentos que devem ser seguidos sob quaisquer circunstâncias: usar medicação preventiva diariamente, usar broncodilatador antes de treinos e competições; fazer um bom aquecimento a fim de controlar os provocadores; ter sempre o medidor de pico de fluxo acessível; evitar contato com produtos de limpeza, poluentes, ácaros e fumaça de cigarro.

Todos esses cuidados devem ser tomados sob consentimento médicos.A imagem “http://www.venuscreations.ca/images/individual/NATACAO.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

Métodos

Uma vez tendo sido diagnosticada a DPOC, través de exames clínicos e complementares (espirometria e prova de função pulmonar) e tendo sido o paciente devidamente liberado para a prática da atividade física deve ser iniciado o treinamento do mesmo.

O treinamento de natação deve priorizar o nado de crawl devido ao ritmo respiratório inerente ao mesmo e a proximidade da ventilação próxima a água, com expiração forçada.

O treinamento pode ser montado com base num macrociclo de 12 semanas de trabalho, com microciclos de 01 semana.

Deve-se proceder uma avaliação antes de iniciar o trabalhos, quando se verifica o tempo que o mesmo leva para nadar a distância de 200m em nado crawl, com implemento do pé-de pato .

Ao final da décima segunda semana deve o sujeito ser reavaliado.

Finda a décima segunda semana a programação é reiniciada, com incremento de carga, que deve ser feito pelo aumento do volume do treinamento e não pelo aumento da intensidade do mesmo.


2 comentários:

francismar.com disse...

Parabéns pela iniciativa - muito instrutiva !!
http://www.clubejequitiba.com.br/natacao.html

Att. Francismar Portela

Ibsen disse...

GOSTARIA DE MAIORES INFORMAÇÕES SOBRE O ASSUNTO. SE PUDEREM ME AJUDAR.

ATT,

IBSEN PETTERSEN
ibsenlucas@hotmail.com