boo-box

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Existem Oficialmente quatro estilos na natação


Existem Oficialmente quatro estilos na natação,: Crawl, Costas , Peito e Borboleta

Nado Crawl

Este nado é o mais rápido. O nadador se movimenta com o abdome voltado para a água: a ação das pernas se faz em golpes curtos e alternados, no plano vertical à superfície. O movimento dos braços também é alternado, de tal forma que um comece a puxar a água imediatamente antes que o outro termine de fazê-lo. Quando um dos braços está fora da água, o nadador pode virar a cabeça para respirar desse lado. Quanto maior o número de braçadas, maior o rendimento.

Nado de Costas

Este nado , o nadador permanece todo o percurso com o abdome voltado para fora da água. A batida de pernas é semelhante à do Crawl. Os braços alongam-se por sobre a cabeça alternadamente entram na água passando junto à orelha, com a palma da mão virada para fora, de tal forma que o dedo mínimo seja o primeiro a penetrar na água. Em seus movimento até o quadril, o braço empurra a água e impulsiona o corpo na direção contrária.

Nado de Peito

Este é o mais lento dos estilos, é executado com o corpo e os braços estendidos, as palmas das mãos voltadas para fora e o rosto dentro da água. As pernas são trazidas para junto do corpo, com os joelhos dobrados e abertos , enquanto os braços se abrem e recolhem à altura do peito. em seguida, as pernas são impelidas para traz, para impulsionarem o nadador, num movimento parecido com o da rã,ao mesmo tempo em que os braços são estendidos para frente. A inspiração de ar é feita no final da puxada do braço, quando o nadador ergue a cabeça para fora da água.

Nado Golfinho ou Borboleta

Este estilo surgiu como uma variação do nado de peito, em que os braços eram lançados à frente por cima da água. O estilo foi criado em 1935 pelo americano Henry Myers. A partir de 1952, por determinação da Federação Internacional de Natação Amadora(FINA), passou a ser prova específica,com a adoção de um movimento simultâneo e sincronizado dos pés, no plano vertical, o que aumentou a velocidade e deu origem ao estilo que atualmente é chamado de golfinho.


Ao longo dos anos, o nado crawl vem sofrendo constante adaptação para tornar-se mais eficiente.
Coordenar os movimentos de braços, pernas, respirando e tronco é um desafio que exige muita dedicação. Reconhecido como a técnica mais veloz, influenciada pelos movimentos alternados de braços e pernas, o nado crawl é o primeiro que se costuma ensinar nas escolas de natação. Porém, não é de uma hora para outra que se atinge o ideal.

O aprimoramento das técnicas faz parte do dia-a-dia dos treinos. Perseverança e confiança no treinador são fundamentais.



Segundo os especialistas, vários fatores são essenciais no domínio da técnica do nado. Um bom trabalho, fora da água, de alongamento e flexibilidade, um bom condicionamento físico, uma adaptação e percepção do corpo no ambiente são alguns deles. O uso de equipamentos também traz resultados positivos. Os treinadores possuem outros recursos para ajudar os praticantes a melhorarem a posição do nado, como o extensor, a nadadeira e os espelhos subaquáticos.
Nade devagar. Esse desempenho mais lento auxilia muito o nadador na percepção do movimento.


DICAS PARA NADAR MELHOR
Depois de saber que as técnicas do nado não são assimiladas de uma hora para outra, e, sim, com muito esforço, apresentamos algumas dicas sobre como seria esse nado ideal. As dicas mostram algumas modificações nas idéias estabelecidas nas últimas décadas.

A evolução das técnicas de crawl alterou principalmente a posição da cabeça é mais abaixada do que antes , a posição da mão na entrada da água (o movimento anterior era feito com o dedão entrando primeiro na água. Hoje a mão entra paralela a linha da água) e o braço debaixo da água, que passa muito menos flexionado.

Posicionamento da Cabeça
Atualmente, os técnicos avaliam a melhor posição da cabeça como aquela em que o nadador vê o fundo da piscina e a frente. O ideal é que ele encontre uma posição na qual movendo apenas o olho ele consiga ver estes dois ângulos. Antes, os atletas nadavam com a testa na linha da água, mas os estudiosos observaram que uma cabeça mais baixa eleva o corpo para o nível da água, diminuindo a área de resistência.




A Melhor Recuperação e Entrada da Braçada
Apesar de alguns nadadores terem tido sucesso com diferentes recuperações de braçada, o processo de aprendizado do nado crawl recomenda a utilização da braçada tradicional, em que o cotovelo fica sempre mais alto do que a mão. Esta fica com os dedos juntos, mas sem tensioná-los demais. Este modelo é o que permite ao nadador maior economia de energia. Na hora de entrar com a mão na água, a palma deve estar a 45graus da superfície. Este movimento deve ser alongado, o nadador não deve precipitar o início do novo ciclo.
DICA
para treinar o cotovelo alto, sugerimos um exercício com a ajuda da prancha. O praticante realiza o movimento normal com uma das mãos, enquanto apóia a outra na prancha. Durante o período de recuperação, ele toca com as pontas dos dedos sutilmente na superfície.





Remada
Podemos dividir o movimento dos braços debaixo da água em duas fases: puxada e empurrão. Na primeira, o nadador mantém o braço ligeiramente flexionado, a mão firme, mas não tensionada, e traz o braço até a altura do umbigo. Alinhando a entrada do braço e a puxada na água com a linha dos ombros, chega então o momento do empurrão, no qual o atleta coloca muita velocidade no movimento, que termina na coxa.
DICA
Para perceber a importância do movimento submerso, um exercício comum entre os treinadores pedir ao nadador que realize os movimentos com a mão fechada. A ausência de apoio aumentar a percepção do atleta quando ele retornar ao modo normal.





Rotação do Tronco
O rolamento é um dos pontos mais enfatizados na técnica de nado crawl. Ele permite que o atleta bloqueie menos a água no momento do nado. O ideal é a rotação longitudinal em torno de toda a coluna, movendo, ao mesmo tempo, o quadril e o ombro. Isso diminui a resistência frontal com a água.
DICA
Um exercício que ajuda a visualizar este movimento é a pernada lateral. Com um braço esticado e o outro colado à coxa, o nadador experimenta o que deve ser reproduzido durante o movimento completo. Inclusive a não interrupção da pernada durante o rolamento. É muito comum o praticante parar de bater a perna quando está nesta posição.





Pernada
Em um desempenho ideal, a pernada tem dois momentos: um descendente, com o joelho semiflexionado, fazendo força para baixo (como se fosse um chute), e um movimento ascendente, em que a perna retorna a posição inicial. Este movimento nãã deve ser muito amplo, mantendo-se na extensão do corpo. Primeiro para não perder o ângulo de força, segundo para não dificultar a hidrodinâmica do movimento. Uma característica que pode melhorar o rendimento é posicionar os pés para dentro, aumentando a área de contato com a água.



FIQUE DE OLHO OS PRINCIPAIS ERROS
Repare nos erros que você pode estar cometendo.

Não brigue com a água. Levantar muita água não é um bom sinal
Evite entrar primeiro com o dedão na água. O ideal é colocar a mão a 45 graus da superficie da água
Não pare a perna. Mantenha a atividade da perna mesmo com a rotação do corpo
Não tire muito o pés fora da água. Você está desperdiçando energia
Não dobre demais o joelho
Não inicie a respirando antes de soltar todo o ar debaixo da água. Você corre o risco de demorar muito para soltar e pegar o ar
Não tensione demais a musculatura. Guarde sua força para os momentos certos

6 comentários:

Blog do Thiagão disse...

Adorei as dicas,se tiver mais mande para o meu e-mail:diastc3@hotmail.com
Abraços prof_criss ! !

Anônimo disse...

Poow muito legaal mesmoo ! Isso ajudaa muito os estudantess qe qereem fazeer pesquiisas ... Eu por exemplo , vou precisaar entrar muito nesse site pra procurar coisas sobre natação,futsal e handebol !

Parabéns prof_criss!

Mande dicas para meu e-mail:ing_ridd_ores@hotmail.com

Anônimo disse...

Parabéns Muito Legal !!!
Adorei.

Nínive disse...

Adorei,dicas simples e eficientes!
Na hora o professor fala mas no "sufoco" não consigo ver os detalhes que fazem toda a diferença!
Me ajudou bastante,parabéns!!

Anônimo disse...

Parabéns!
Muito interessante e útil..
Sou um iniciante e tirei várias dúvidas a respeito lendo isso!
Obrigado..

Pedro disse...

legal vou precisar mesm disso vlw