segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Dor de ouvido do nadador

Muitas vezes ao mergulharmos sentimos uma dor no ouvido pode ser leve ou intensa, a questão algo está errado.
A profundindade pode ser excessiva para você ou sua saúde não está perfeita no momento.


Os motivos da dor podem ser diversos, uma causa comum de dor de ouvido é a obstrução da Tuba de Eustáquio (veja desenho).
A imagem “http://www.musicaeadoracao.com.br/images/ouvido.jpg” contém erros e não pode ser exibida.
Esta se estende da parte posterior do nariz até o ouvido médio.
Quando bloqueada, acumula secreção no ouvido provocando dor.
Podem causar otites: infecção do ouvido médio, resfriado, sinusite e alergias.
Outras causas de dor de ouvido incluem: mudança na pressão do ar, como em aviões, mergulhar rapidamente, algo "preso" no ouvido, excesso de cera, problemas dentários e trauma local.



Dor intensa deve ser tratada por um médico.
O tratamento dependerá da causa.
Geralmente inclui analgésicos, antibiótico para a infecção e medidas para limpar e desobstruir o canal do ouvido.
Entretanto, se a dor for leve ou moderada, e sem outros sintomas associados, você pode apenas adotar as medidas de autocuidado.
Um exemplo é a "dor do nadador", que afeta o ouvido externo.


Prevenção

Muito pode ser feito para prevenir as dores de ouvido.




Nunca introduza em seu ouvido objetos como cotonete e grampo de cabelo, ou o seu dedo.

Utilizá-los para coçar ou limpar o ouvido pode machucar o canal e até o tímpano.


Ao assoar o nariz, faça-o suavemente, uma narina de cada vez. Não fume.


O cigarro e o fumo passivo pode aumentar o risco de obstrução da Tuba de Eustáquio.



Perguntas a fazer

Além da dor no ouvido você sente alguns dos sintomas abaixo?

  • - Pescoço duro
  • - tenso
  • - febre
  • - tontura
  • - náusea ou vômito

Em criança:

  • ela não responde a nenhum som, mesmo ao estalo de dedos ou à batida de palmas?

Existe algum dos sinais de infecção:

  1. - febre igual ou acima de 38,9o C;
  2. - saída de secreção do ouvido, espessa, esverdeada ou com sangue;
  3. - dor severa e/ou que aumenta ao balançar ou tocar a orelha.

A criança apresenta alguns dos sinais: (Esses sinais são especialmente importantes após resfriados, gripes, viagens de avião, ou se a criança tiver história prévia de problemas de ouvido)

  • - Febre;
  • - choro prolongado;
  • - ouvido quente e doloroso ao toque;
  • - constantemente toca, puxa ou aperta a orelha/ouvido;
  • - irritação, agitação ou comportamento estranho, principalmente à noite ou quando deitada.

A dor é persistente, intensa ou apareceu após alguma das situações?

  • - Trauma no ouvido;
  • - assoar o nariz com força, várias vezes;
  • - ter colocado qualquer tipo de objeto no ouvido;
  • - gripe, sinusite ou outra infecção das vias aéreas;
  • - nadar com a dor se tornando intensa ao puxar ou tocas a orelha;
  • - exposição a ruídos muito altos (exemplo: concertos de rock).

A dor está associada a perda da audição, zumbido, tontura ou náusea?

Algum objeto pequeno ficou preso em seu ouvido ou algum inseto entrou e você não consegue remove-lo? A dor de ouvido está associada a dor na articulação mandibular, dor de cabeça ou presença de estalo ao abrir/fechar a boca



Dicas de autocuidado




A imagem “http://img361.imageshack.us/img361/7787/30984377yt0.jpg” contém erros e não pode ser exibida.
Para diminuir a dor:

  • Coloque sobre o ouvido uma toalha aquecida ou bolsa térmica (calor baixo) ou bolsa de água quente. Cuidado para não colocar com calor muito intenso e provocar queimaduras na pele.

  • Tome analgésicos comuns
Para desobstruir a Tuba de Eustáquio e facilitar sua drenagem:


  • Sente-se

  • Durma com a cabeça elevada

  • Boceje (movimenta os músculos que abrem a Tuba de Eustáquio)

  • Masque chiclete ou chupe bala dura (não dar para crianças abaixo de 5 anos). Esta medida funciona principalmente em casos de mudança de pressão durante viagens aéreas, mas também é útil quando se acorda no meio da noite com dor de ouvido.

  • Permaneça acordado durante pousos e decolagens de avião

  • Tome um descongestionante, o que ajuda a secar e diminuir a produção da secreção que obstrui o ouvido provocando a dor.

  • Não use descongestionante nasal por mais de três dias sem orientação médica.

  • Use descongestionante:

    - Ao primeiro sinal de gripe, se você costuma ter dor de ouvido quando gripado
    - Uma hora antes da decolagem e do pouso, se você estiver com gripe ou secreção nasal/sinusite.

  • Delicadamente, mas com firmeza, "assoe" o nariz tampando as duas narinas até ouvir um estalo. Isto ajuda a drenagem do ouvido, e pode ser feito várias vezes ao dia exceto quando houver secreção nasal ou dor.

  • Mantenha a criança sentada ao dar a mamadeira

  • Em viagens de avião, dê mamadeira ao bebê durante pousos e decolagens
Tratamento de casos leves de "dor de ouvido do nadador":

  • O objetivo é limpar e secar o canal do ouvido externo sem machucar a pele.

  • Balance a cabeça para expelir a água

  • Seque o canal do ouvido.Pegue um lenço facial limpo, torça sua ponta e introduza-a no canal por 10 segundos. Repita no outro ouvido como um novo lenço.

  • Caso a água não saia, pingar 2 gotas de álcool em cada ouvido

  • Não retire a cera do ouvido. Ela forra e protege o canal.

  • Não use cotonetes
A imagem “http://www.fisiostore.com.br/images/product/OTPH-04040_298.jpg” contém erros e não pode ser exibida.


Para evitar a "dor de ouvido do nadador":

  • Use plugues de ouvido de cera ou silicone, que são macios e podem ser moldados para encaixar no ouvido. São encontrados em farmácias e lojas de artigos esportivos

  • Use touca para evitar a entrada de água nos ouvidos

  • Não nade em águas sujas

  • Nade na superfície da água ao invés de mergulhar Em casos de inseto no ouvido:

  • Ilumine o ouvido. A luz pode provocar a saída do inseto

  • Se o inseto não sair com a iluminação do ouvido, pingue 2 gotas de álcool para matar o inseto e procure um médico para remove-lo do ouvido

  • Não tente retirar o inseto com objetos como pinças, etc.

  • A imagem “http://www.daninatacao.com.br/images/fotos/01/05_big.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

Crianças pequenas ao iniciar a natação por estarem em formação e possuírem maior sensibilidade auditiva muitas vezes apresentam otites crônicas.

As dicas acima também valem para esses casos porém se a imunidade não contribui para a prática é aconselhavel diminua a prática aquática ou suspenda totalmente até obter um resultado satisfatório, ou seja a cura.


Mas principalmente ao sinal de dor procure um especialista, ou seja um médico.

5 comentários:

fabi miranda disse...

hoje eu participei de um triatlon adaptado na academia e ao sair da água, me deu uma dorzinha aguda, que vem e vai...tá estranho, nunca tive essa dor desse jeito.... será que passa? adorei o blog! parabens!!

Anônimo disse...

puts este sitee éhh muitoo bom!!!!

Anônimo disse...

Entrou agua no meu ouvido e não consegui tirar, no dia seguinte ficou doendo e estranho, como se eu estivesse subido uma serra...

Parabéns pelo blog, muito bom, tem bastante conteúdo legal, mas eu gostaria de registrar que, com 2mb de banda, passo raiva ao navegar nele, pela lentidão... se melhorar nessa parte, com certeza visitarei mais vezes.

Anônimo disse...

Minha filha de 4 anos brincou naquele brinquedo que é uma bolha de ar que fica dentro de uma piscina, e durante a noite começou a sentir dor no ouvido, então depois de ler essa reportagem dei a ela um chicletes destes baratinhos e duro ela mascou e parou a dor no ouvido... Funciona mesmo...

Anônimo disse...

eu fui pra praia e mergulhei varias vezes dai entro agua na hora fiz aqueles "tapinhas" na cabeca pra sair e deu a sensacao q saiu dai fas 1 semana e voltei da praia e tenho dor no ouvido nao di ouvido toco ele e e dolorido se pudaer responder responde o q é agradeco muito